Histeroscopia

Histeroscopia Diagnóstica

A histeroscopia diagnóstica é um exame onde com o auxílio de uma câmera é possível examinar o interior da cavidade uterina por visão direta.

A histeroscopia é de grande auxilio para o diagnóstico definitivo de alterações ao ultrassom, em sangramentos vaginais anormais e em pesquisa de infertilidade.

Como se faz a histeroscopia diagnóstica?

A paciente fica em posição ginecológica e é introduzido um espéculo (aparelho do papanicolaou), para que se possa visualizar o óstio uterino (local por onde passa a menstruação). Através do canal cervical é introduzido uma câmera pela qual se visualiza o interior do útero.

Não é necessário anestesia para a histeroscopia diagnóstica, porém, pode ser pouco doloroso.

 

Histeroscopia Cirúrgica

A histeroscopia cirúrgica consiste na realização de cirurgias intrauterinas através do canal cervical (sem cortes). O preparo da paciente é o mesmo da histeroscopia diagnóstica porém, para a realização de cirurgias, a paciente é anestesiada, portanto é necessário jejum.

Através da cirurgia histeroscópica é possível tratar pólipos, miomas, malformações uterinas, entre outros. Trata-se de uma cirurgia rápida e simples, não sendo necessário cortes ou pontos, com grande segurança para a paciente.

Normalmente a internação e a alta se dão no mesmo dia, sendo a recuperação da paciente imediata. É muito raro a existência de dor pós operatória e normalmente a paciente apresenta pequeno sangramento vaginal por alguns dias.

O retorno a suas atividades pode ser após 2 ou 3 dias, sendo necessário 10 dias de abstinência sexual.

Dra. Fernanda Rosa Delli Paoli

Graduada em medicina, formada em 2006, cursou o programa de Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia no Hospital Pérola Byington no período de 2007 a 2009. Fez Pós-graduação em Oncologia Pélvica pelo Hospital Pérola Byington, em 2010. Realizou especialização em Patologia do Trato Genital Inferior (PTGI) pela Faculdade de Medicina do ABC e pela Faculdade de medicina da USP. Completou sua especialização com Pós-graduação em Sexualidade Humana pela Faculdade de medicina da USP. Em 2012 obteve o Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela FEBRASGO e, em 2013, conquistou Título em PTGI e Sexualidade pela mesma sociedade.